Primeiro banheirão

No banheiro do terminal do meu bairro rola sempre um banheirao. Minha primeira experiencia com um homem mais velho aconteceu lá, antes mesmo de eu saber o q era um banheirao gay. Eu estava no terminal esperando o onibus, ja era tarde e estava vontando do colegio pra casa, entao resolvi ir so banheiro dar uma mijada. Quando entrei no banheiro fui no mictório mais do canto -são quatro com divisórias q n tampão nada-, mijei e quando eu estava balançado meu pinto um homem mais velho e cerca de uns 15cm mais baixo do q eu sacou a rola pra fora e me olhou. Eu meio assustado guardei meu pau, que ja começou a ficar duro, e fui lavar a mão. Senti meu coração meio acelerado e o volume na minha calça crescendo – meu uniforme marca bastante então n sabia como ia disfarçar aquilo quando saisse do banheiro. Eu estava com mt tesão e n entendia se era pela pica do cara, que mais que compensava o quando ele era menor que eu ou se foi aquele olhar de

safado dele. Joguei uma água no rosto e pensei: ele n olhou p vc ele ta so mixjando. Quando abri o olho, pelo reflexo do espelho, eu vi que ele estava de longe me olhando. Olhei assustado pra ele – e o tesao e nervosismo só aumentavam – ele deu uma pegada no volume da calça e me chamou pra perto. Fui novamente para os mictórios e fiquei no do lado dele. Ele ja tava com o pau pra fora, mas diferente do meu o dele ainda tava meia bomba. Mesmo assim precisei usar a mão toda pra pegar naquele pau. Na verdade ele que pegou minha mão, pois percebeu q eu estava um pouco tímido, e colocou no pau dele. Eu fiquei lá batendo uma pra ele até q ouvimos um barulho. Alguém tinha entrado no banheiro. Eu fui pro mictorio do lado pra disfarçar e fingi que tava mijando. O menino que entrou foi no meu lado e comecou a mijar. Fiquei mais nervoso ainda. Eu tava lá de pau duro do lado do menino e n consegui mijar nem esconder a rola dura. Quando terminou, me olhou meio desconfiado. Eu devia estar vermelho. Mas ele logo saiu e o cara que tava comigo antes voltou p meu lado e puxou minha mão de novo p pica dele. Agora eu tava mais nervoso do que nunca – achei que n era possível. Ele então se aproximou mais de mim e me chamou p ir p outro terminal que segundo ele “ era melhor p gente mijar “. Eu n quiz pois estava tremendo de nervoso com aquela situação. Assim como o menino que entrou antes qqr outro pode entrar e ver a gente. Eu n sou assumido e nem me considero gay então n queria que as pessoas me vissem fazendo aquilo. Imagina um conhecido entra? Eu ia morrer de vergonha.

Mas o tesao era muito maior, e a pica do cara tava dura nesse momento ja – devia ter uns 20 e poucos cm – e ele pegou minha cabeça e puxou p eu mamar aquela pica. Isso eu nunca tinha feio, minhas experiencias anteriores foram umas punhetas com os amigos do bairro. Chupei um pouco e o tesao me convenceu a ir pro outro terminal com aquele moço um pouco grisalho. Ouvi outro baralho. Estava tão nervoso q levantei, guardei o pau e sai do banheiro pois sabia q n ia conseguir disfarçar que tava mijando. Puxei minha mochila pra frente do meu pau durasso e fingi que estava pegando alguma coisa nela, pra tampar o volume. Sentei no banco vaziu do terminal e olhei o horário. Meu ônibus tinha acabdo de sair.

Eu estava sentado, tentando n pensar no que eu tinha feito pra ver se o pau amolecia. Quando derepende o cara do banheiro senta do meu lado e fala: me segue que vc vai até o fim agora. Ele levantou e foi em direção a um ônibus q estava prestes a sair e que ia pro outro terminal. Eu n queria, mas do jeito que ele falou -quase como uma ordem – n me deixou pensar direito. Entrei no ônibus e logo ele partiu. Quando parou no terminal o moço desceu e eu fui seguindo ele de longe. Ele entrou no banheiro e eu também. Realmente aquele lugar era melhor. Os mictórios ficavam em um canto quase fechado, que dava pra ouvir bem caso entrasse alguem,então pra disfarçar seria mais fácil. Além do mais haviam mais mictórios de modo q eu podia ir mais p longe p disfarçar caso entrasse alguém. Outra coisa era que as cabines quase tds tinham portas – diferente do outro – , e essas eram mais largas, mais espaço p caso fossemos lá pra dentro. Ele tava no mictório batendo uma quando eu cheguei. Me aproximei e ele ja me empurrou pra baixo pra continuar chupando o pau dele.
Eu achei que estava fazendo tudo certo ate ele agarrar meu cabelo e me puxar p cima. Ele disse: vamo pra cabine logo pq vc n é mt bom chupando. Acho que ele estava certo. Eu nunca tinha feito aquilo e o nervosismo n ajudava em nada.

Então fomos pra cabine. Eu sabia o q ele queria me levando pra la, mas eu n sabia se estava preparado. Ja tinha deixado uns amigos colocar o pau em mim em uns troca-troca, mas eram uns paus bem menores e eles n chegavam a gozar, ficavam por pouco tempo. Ja o pau desse cara era maior, mais grosso, e com certeza ele n iria parar até gozar. E assim foi, dentro da cabine ele me virou de gostas e eu inclinei os joelhos p ele conseguir colocar td dentro. O pau dele me machucou ja na primeira estocada. Eu n estava acostumado. Mas naquele nível de tesao eu deixei mesmo com dor. Eu sempre lia uns contos gays contando como foi a primeira vez. Geralmente falam q comeca doendo mas depois acostuma. Bem, no meu caso n foi assim. Mas eu aguentei, mesmo com dor, ate ele encher meu cu de porra. A sensação foi gostosa. E ao inves de tirar logo o pau ele continuou com aquela pica enorme la dentro ate amolecer. Enquanto isso ele pegou minha

rola e bateu uma pra mim ate eu gozar, o que aconteceu muito rápido. Um pouco foi na parede do banheiro e um pouco na mão dele. Eu nunca tinha gozado tanto quando daquela vez. Ele chupou o q estava na mao e tirou o pau de mim. Mesmo mole ocupava um espaço grande e quando ele tirou eu senti um alivio que se misturou com prazer. Senti q um pouco da porra dele escorreu pra fora. Ele limpou com um papel pois disse q tinha mais coisas saindo junto. Depois disso ele ergueu as causas colocou uns dedos no meu cu com muita forca puxando pra cima e me deu uns beijos. Saiu do banheiro e eu fiquei la. O tesao com td q tinha acontecido, e a sensação q permanecia no meu cu msm depois dele ter tirado o pau dele fez eu bater mais uma. N gozei mt mas foi uma das melhores punhetas q eu ja bati. Limpei meu pau e fui pra casa pensando um uma desculpa pra ter demorado pra chegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *