Minha trans favorita

Eu nunca tinha saído com uma garota trans, o nome dela é Rafaela. Baixinha morena dos cabelos curtos até os ombros, um sorriso lindo, peitinhos pequenos e uma bunda redondinha.
Essa menina é muito meiga, para falar a verdade, acredito que não foi uma tranza vazia, conversamos muito pelo face e combinamos de sair pra tomar um sorvete. Rimos muito bebemos ela me chamou pra casa dela.
A Rafa mora com um amigo gay, porque apesar de novinha teve que sair de casa pois não era aceita pelos pais, o amigo não estava em casa. Entramos tomamos umas cervejas e jogamos conversa fora até tarde, lá pelas 02:00 estavamos nos

Continue lendo Minha trans favorita…

Minha tia trans

Olá, eu sou o Túlio, tenho 19 anos e morava em Goiânia com meus pais, e meu pai tinha um irmão, melhor irmã, que era trans e morava em Londres, eu não me lembrava dela, pois quando ela se mudou eu era muito pequeno, meu pai não aceitava a irmã e nunca falava nela. Eu sempre tive curiosidade em vê-la e as vezes perguntava para minha mãe, mas ela respondia pouco, até que minha avó falou que ela estava voltando para passar umas férias. No início fiquei curioso, mas só por curiosidade mesmo.

Quando ela chegou fui logo na casa da minha avó vê-la, ela trouxe muitas coisas para minha avó e minha avó até convenceu meu pai de visitá-la, nós fomos lá e quando a vi fiquei encantado, ela era uma mulher alta magra, com um corpo muito bonito, ela tinha 44 anos e quem olhasse sabia que era um travesti, mesmo assim achei seu corpo perfeito, sem exageros, umas pernas malhadas, a bunda bonita, redondinha sem silicone, a barriga chapada e os seios pequenos de hormônios e talvez o que mais chamava a atenção era sua postura, de confiança e elegância.

Continue lendo Minha tia trans…

Casa das Panteras – o lugar onde os homens são comidos

Já se passaram alguns anos, agora já posso contar o que houve na infame Casa das Panteras, empreendimento de diversão adulto voltado para homens apreciadores do terceiro sexo.
Sempre apreciei as maravilhosas travestis paulistanas, tinha o hábito de sair com alguma pelo menos uma vez por semana, devido a isso acabei conhecendo alguns outros apreciadores em chats e blogs, algumas vezes organizamos uma ou outra orgia, mas sentíamos falta de um ambiente onde pudéssemos beber e nos divertir além do sexo, tipo um puteiro, mas com travestis. Resolvemos eu e mais dois amigos organizar isso, primeiro definimos as regras, 1ª Sempre alugar locais discretos, 2ª Jamais repetir a locação de maneira consecutiva, 3ª Sempre ter mais trans do que clientes, 4ª Sempre

Continue lendo Casa das Panteras – o lugar onde os homens são comidos…

Sendo arrombando pela trans

Olá boa tarde!
Já havia publicado aqui, como foi a minha primeira vez com uma trans.
Pois bem estou de volta, kskskks
Depois de ter sido devorado por uma com direito a beijo grego, sai com ela mais 2 vezes e depois daquilo ela mudou se de cidade.
Pois bem passado a algum tempo, passei em uma rua escura e vi uma outra trans la, parei o carro e perguntei quanto era o programa, ela entra dentro do carro e vou para um lugar mais calmo.
Lá ela começa a bombar frenética meu pau na sua boca, enquanto eu passo a mão na sua bunda até chegar no meio das pernas.

Continue lendo Sendo arrombando pela trans…

Viagem com o tio

Vou contar a história de que aconteceu comigo faz uns 4 anos, hoje tenho 22 anos e isso aconteceu antes de eu ir para a faculdade, quando terminei o ensino médio, logo consegui uma vaga uma vaga numa faculdade federal aqui do meu estado. Como a minha família é humilde a gente não tinha grana para fazer viagens, então meu pai sugeriu que eu viajasse com meu tio para aproveitar as férias. O meu tio é caminhoneiro e normalmente faz fretes para a região norte do Brasil. Eu topei na hora, eu adorava meu tio, ele era muito engraçado e putanheiro. Viajamos 3 dias até chegar numa pequena cidade no Pará, lá ele parou num barzinho na beirada da estrada, ele me explicou que lá não era puteiro, mas que as vezes ficavam umas putas lá e eles disponibilizam os quartos, e falou que se eu tivesse sorte poderia ter alguma bonita lá.

Continue lendo Viagem com o tio…

Dominatrix: Travesti!

Virei a chave do quarto do motel. Coloquei meia luz avermelhada. Instrui que se ajoelhasse ao lado da cama só de cueca e aguardasse por mim.

Ele tinha 30 anos, era advogado. Corpo malhado, moreno de Sol, camisa social e uma cara de safado. Cabelo curtos no estilo militar. Quem olhasse de relance se assustaria com a sua cara carrancuda, de quem procura briga gratuitamente. Mal sabem que ele quer mesmo levar tapa na cara de travestis num quarto fechado de motel.

Continue lendo Dominatrix: Travesti!…

Jogador de futebol quer uma massagem

Meu nome é Cassandra, sou travesti e na época eu tinha 22 anos. Coloquei os cremes e óleos na prateleira ao lado da maca de massagem. As toalhas brancas logo abaixo. Era um cliente novo, veio através da indicação de um amigo que trabalhava como massagista num time de futebol amador.
Iniciei no ramo como massagista e até trabalho com isso hoje em dia. Mas às vezes realizo desejos escondidos.
O Diogo, nome do jogador indicado pelo meu amigo, tinha na época 26 anos. Apesar de jogar bola de forma amadora, ele trabalhava mesmo numa academia, como professor.

Continue lendo Jogador de futebol quer uma massagem…